Piratas seqüestram barco ucraniano na Somália

Piratas seqüestraram um cargueiro ucraniano que seguia para o porto queniano de Mombasa em frente à costa da Somália, anunciou nesta quinta-feira à AFP um membro da organização marítima queniana para assistência às embarcações.

AFP |

O "Faina" foi abordado "às 16H00 GMT na costa somali", declarou Andrew Mwangura, que coordena o setor queniano do Programa de assistência aos marinheiros.

Segundo uma "fonte informada" na Ucrânia, citada na noite desta quinta pela agência Interfax, o navio transportava 30 tanques russos T-72 e peças para veículos blindados.

"As informações sobre o tipo de carregamento estão sendo verificadas", indicou por sua vez o ministério ucraniano das Relações Exteriores em um comunicado, no qual afirma que o "Faina" era administrado pela companhia ucraniana Tomax Team.

Vinte e uma pessoas - 17 ucranianos, três russos e um letão, estavam a bordo no momento do seqüestro, segundo a Tomax Team, citada na nota da chancelaria ucraniana.

"O comandante alertou que três lanchas com homens armados se amarraram ao 'Faina', e depois a comunicação foi interrompida", disse a companhia ucraniana.

O "Faina" zarpou de um porto báltico não especificado no dia 27 de setembro rumo a Mombasa para descarregar 2.320 toneladas de equipamento.

"Como de costume, os piratas estavam armados em pequenos barcos rápidos quando abordaram o cargueiro, mas não sabemos ainda para onde o levaram", disse Mwangura.

bkb/ap/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG