Piratas pedem US$ 25 milhões para liberar petroleiro saudita

SOMÁLIA - Os piratas somalis que seqüestraram o superpetroleiro saudita Sirius Star, ancorado desde terça-feira nas costas da Somália, anunciaram nesta quinta-feira à AFP que exigem o pagamento de um resgate de 25 milhões de dólares para liberar o navio e a tripulação.

AFP |

    "Pedimos 25 milhões de dólares aos proprietários sauditas do petroleiro. Não queremos negociações que se eternizem para solucionar este assunto", declarou um dos piratas a bordo do "Sirius Star", Mohamed Said, contactado por telefone a partir de Nairóbi.

    "Os sauditas têm 10 dias para cumprir a exigência. Em caso contrário agiremos de uma forma que pode ser desastrosa", acrescentou o pirata, sem revelar mais detalhes.


    Foto de arquivo mostra navio saudita sequestrado no sábado / AP

    Os piratas capturaram no sábado passado o superpetroleiro saudita carregado com dois milhões de barris de combustível, uma carga avaliada em US$ 100 milhões.

    O navio está ancorado desde terça-feira no pequeno porto de Harardere, uma das bases dos piratas, 300 km ao norte de Mogadíscio.


    Mapa mostra a região do sequestro

    Leia também:

    Leia mais sobre piratas

      Leia tudo sobre: piratas

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG