Piratas pedem pelo menos US$ 1 milhão de resgate para libertarem franceses

Nairóbi, 4 ago (EFE).- Os piratas que seqüestraram um veleiro com dois franceses a bordo na última terça diante da Somália exigem um resgate de pelo menos US$ 1 milhão pela libertação dos reféns, disse à Agência Efe Andrew Mwangura, diretor do Programa de Assistência Marítima para o leste de África.

EFE |

"Caso as forças especiais francesas decidissem intervir, os seqüestradores trocariam os dois reféns franceses pelos seis piratas que a França prendeu em abril", afirmou Mwangura.

Esta hipótese, acrescenta Mwangura, "é a que é comentada pelos nossos contatos do Governo de Puntlândia", região semi-autônoma do norte da Somália.

Os seis piratas detidos pelas forças especiais francesas fazem parte do grupo não identificado de agressores que manteve os 30 ocupantes do veleiro Le Ponant seqüestrados durante uma semana em abril diante do litoral deste país do Chifre da África.

Os tripulantes, 22 deles de nacionalidade francesa, foram libertados após o armador da embarcação pagar um resgate de US$ 2 milhões aos piratas.

Nesta ocasião, se desconhece por enquanto se há mais pessoas na embarcação além dos dois franceses.

"Porém, se trata de uma embarcação muito pequena que só teria espaço para mais um passageiro", declarou Mwangura. (EFE) pa/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG