Piratas libertam cargueiro após pagamento de resgate

NAIRÓBI - Piratas somalis libertaram um cargueiro grego com 24 tripulantes, que estava sequestrado há um mês, após receberem pagamento de resgate, informou hoje a ONG de acompanhamento da navegação e pesca Ecoterra, com sede em Nairóbi, no Quênia.

EFE |

O "Titan", com bandeira de San Vicente, havia sido sequestrado em 18 de março, com 17 tripulantes filipinos, três romenos, três gregos e um ucraniano, que se encontram "em perfeito estado de saúde" após serem libertados na terça-feira, no golfo de Áden, segundo a "Ecoterra".

O cargueiro, da empresa de navegação "Albamar Shipping", com sede no porto grego do Pireo, transportava aço, tendo partido do Mar Negro rumo à Coreia do Sul.

A libertação do cargueiro grego acontece na semana de maior atividade dos piratas, que chegaram a ter 22 navios em seu poder com mais de 350 tripulantes sequestrados a bordo.

Em outro caso, a fragata francesa Nivôse, uma das participantes da missão da União Europeia (UE) Atalanta contra a pirataria, interceptou uma embarcação com 11 piratas a bordo no litoral do Quênia.

A operação ocorreu cerca 900 quilômetros ao leste de Mombaça, segundo o comunicado divulgado pelo Ministério da Defesa francês.

Os piratas navegavam em uma embarcação de 10 metros de comprimento na qual transportavam várias caixas com combustível e dois esquifes, acrescenta a nota.


Piratas foram interceptados por navio francês / Reuters

A fragata Nivôse entrou no último dia 12 na missão Atalanta, da qual participam um total de oito navios de combate da Alemanha, Espanha, Itália e França.

Estes navios se encarregam de escoltar as embarcações mais vulneráveis a eventuais atos de pirataria no Golfo de Áden e as que transportam ajuda humanitária do Programa Mundial de Alimentos (PAM) com destino à Somália.

A missão europeia foi mobilizada depois do contínuo aumento dos atos de pirataria e dos sequestros de navios no litoral somali.

Opinião

Leia mais sobre piratas

    Leia tudo sobre: piratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG