Piratas da Somália sequestram quatro navios em 48 horas

Um navio cargueiro libanês é a quarta embarcação a ser sequestrada por piratas somalis em um período de 48 horas. O MV Sea Horse, de 5 mil toneladas e bandeira de Togo, foi tomado por homens armados que estavam a bordo de quatro barcos pequenos, informaram oficiais da Aliança Militar Ocidental, a Otan.

BBC Brasil |

Um pouco antes, o navio grego MV Irene foi sequestrado no Golfo de Aden. Na segunda-feira, piratas sequestraram dois navios pesqueiros egípcios.

Segundo analistas, as gangues claramente não se intimidaram com os resgates recentes de reféns americanos e franceses, que deixaram vários piratas mortos.

Na segunda-feira, os líderes dos piratas - que de maneira geral tendem a tratar bem os reféns, na esperança de ganhar polpudos resgates - juraram se vingar pelas mortes.

Mais ataques

Segundo a Otan, outro navio, o Safmarine Asia, com bandeira da Libéria, escapou de um sequestro na terça-feira, após ser alvo de tiros de piratas a bordo de vários barcos pequenos.

Após uma pausa no início do ano, as gangues intensificaram seus ataques nas águas costeiras da Somália.

Segundo relatos, a tripulação filipina do MV Irene, que navegava do Oriente Médio para o sul da Ásia, estaria bem.

Um helicóptero da Otan teria decolado de um navio de guerra canadense para investigar o que está acontecendo com a embarcação, que tem bandeira de São Vicente e Granadinas. O ataque teria acontecido durante a noite e teria sido muito rápido.

Horas mais tarde, oficiais da Otan a bordo de um navio de guerra português anunciaram que o MV Sea Horse também havia sido tomado.

Leia também:

Leia mais sobre piratas

    Leia tudo sobre: piratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG