Faina para resgate - Mundo - iG" /

Piratas chegam a acordo com proprietária do navio Faina para resgate

Kiev, 22 jan (EFE).- A companhia proprietária do navio ucraniano Faina, sequestrado em setembro do ano passado por piratas somalis nas proximidades do litoral do Quênia, anunciou hoje que chegou a um acordo a respeito do valor do resgate.

EFE |

"Somente ontem chegamos ao valor do resgate que eles queriam", assinalou Victor Murenko, porta-voz da companhia "Tomax Team Inc.", em entrevista coletiva, segundo as agências ucranianas.

Murenko assegurou que graças à mediação de funcionários do Governo ucraniano, a companhia pôde oferecer aos piratas um valor de resgate superior ao limite estabelecido pelo Conselho de Segurança da ONU.

O porta-voz disse ainda que os tripulantes do "Faina" podem ser libertados nos próximos dias.

O Faina, cuja tripulação estava integrada por 17 ucranianos, três russos e um letão e que transporta em sua adega 33 carros de combate T-72 e outros veículos militares - foi seqüestrado em 25 de setembro.

O capitão do navio, o russo Vladimir Kolobkov, morreu de um ataque cardíaco durante o cativeiro.

A companhia proprietária da embarcação, Tomax Team Inc., foi a que denunciou perante as autoridades ucranianas o seqüestro do Faina por piratas somalis quando se dirigia ao porto de Mombassa, no Quênia. EFE bk/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG