Pirata preso na Somália pode ser levado hoje à Justiça americana

Washington, 21 abr (EFE).- Pode ser apresentado ainda hoje à Justiça, em Nova York, Abduhl-i-Musi, preso pela Marinha dos Estados Unidos acusado de sequestrar o capitão de um cargueiro americano, em um ataque de piratas na costa da Somália.

EFE |

Ele chegou ontem à noite a Nova York, algemado e cercado por diversos agentes de segurança, com o braço esquerdo vendado e mostrando, por vezes, um sorriso aberto, em imagens transmitidas pela TV.

A Promotoria Federal em Manhattan disse à Agência Efe que, por sua política, não podia "nem confirmar nem negar" o comparecimento do acusado à Justiça, mas a imprensa americana especula que isto pode ocorrer ainda hoje.

Também não se sabe por que acusações ele responderá, mas elas devem se relacionar ao sequestro de reféns em atos de pirataria, no que pode vir a ser o primeiro julgamento desse tipo em mais de meio século nos EUA.

Abduhl-i-Musi, cuja idade certa não se sabe com certeza, embora as autoridades americanas afirmem que tem pelo menos 18 anos, é o único sobrevivente do grupo de quatro piratas que no último dia 8 de abril sequestrou o navio mercante "Maersk Alabama".

A embarcação seguia para Mombaça, no Quênia, com uma carga para o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas e os piratas mantiveram por cinco dias em cativeiro o capitão Richard Phillips.

EFE vm/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG