ISTAMBUL - Inundações súbitas mataram 31 pessoas no noroeste da Turquia, varrendo a cidade de Istambul, alagando casas, transformando estradas em rios e afogando sete mulheres em um miniônibus que as levava para o trabalho.

Reuters

Imagem aérea mostra caminhões que foram levados pelas enchentes, em Istambul

Vinte e quatro pessoas morreram em Istambul, a maior cidade da Turquia, depois de que dois dias das mais fortes chuvas em 80 anos produziram enchentes que engolfaram áreas baixas. Outras sete pessoas morreram em Saray, a oeste de Istambul, cinco das quais eram da mesma família.

Equipes de resgate, algumas em botes, estendiam pranchas e escadas para ajudar os motoristas presos nas correntezas a alcançar pontes e áreas mais altas.

As piores inundações ocorreram no oeste de Istambul, do lado europeu, onde há maiores problemas no sistema de escoamento.

As águas começaram a retroceder no fim desta quarta-feira na Turquia, revelando edifícios arruinados e destroços espalhados pelas ruas, enquanto moradores desesperados começavam a faxina.


Turcos se abrigam em cima de ônibus para fugir da enchente / AP


O ministro do Interior, Besir Atalay, disse que o saldo de mortos pode aumentar na medida em que as águas diminuírem.

Já o primeiro-ministro, Tayyip Erdogan, natural de Istambul, chegou à cidade na noite desta quarta-feira e prometeu socorro emergencial, dizendo que os estragos serão reparados assim que possível.

Uma seguradora disse que os danos podem ficar entre US$ 70 e US$ 80 milhões, segundo uma agência estatal. O ministro de Obras Públicas, Mustafa Demir, que visitou as regiões mais atingidas, disse haver "grande dano na infraestrutura."

Istambul está situada nos bancos do Estreito de Bósforo, que divide a Europa da Ásia e é uma das vias marítimas mais movimentadas do mundo, uma grande artéria para cargueiros e petroleiros que trafegam entre o Mar Negro e o Mediterrâneo.

As autoridades da cidade têm se ocupado mais em seus planos de desastres naturais com os preparativos para terremotos, já que a metrópole se assenta em uma grande falha tectônica. Um terremoto matou 18 mil pessoas no noroeste da Turquia, em 1999.

Leia mais sobre Turquia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.