Piora situação de incêndio próximo ao Vale do Silício, na Califórnia

Um incêndio que ameaça o centro do estado americano da Califórnia, perto do Vale do Silício, já arrasou cerca de 1.200 hectares e segue fora de controle.

EFE |

Segundo os bombeiros, a superfície atingida pelas chamas pode dobrar em razão do ambiente seco e dos ventos que assolam o local, de mais de 60 quilômetros por hora.

As chamas já atingiram dez prédios e outros 40 estão ameaçados pela proximidade do fogo. Um total de 500 bombeiros tenta contê-lo, apoiado por quatro helicópteros e igual número de pequenos aviões.

Na manhã de hoje, foi ordenada a retirada das famílias de 1.700 casas, mas muitas delas já estavam desocupadas. Além disso, três escolas suspenderam as aulas.

Algumas pessoas foram transferidas para os centros da Cruz Vermelha na região, mas não há notícias sobre feridos.

O incêndio foi detectado por volta das 5h30 locais (9h30 de Brasília) e se espalhou rapidamente pelos condados de Santa Cruz e Santa Clara. A região do Vale do Silício, que leva este nome por reunir uma série de empresas de alta tecnologia, fica próxima ao local.

O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, declarou estado de emergência no condado de Santa Cruz.

Leia mais sobre incêndios na Califórnia

    Leia tudo sobre: califórnia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG