Por Mick Tsikas WANDONG, Austrália (Reuters) - Incêndios florestais na Austrália já mataram 84 pessoas, afirmou a polícia neste domingo. O fogo toma cidades, destrói centenas de casas, enquanto as pessoas tentam fugir de carro ou se proteger em abrigos.

Até agora, a pior onda de incêndios na Austrália havia matado 75 pessoas em 1983.

No sábado, o principal incêndio no estado de Victoria havia queimado 3.000 hectares do parque nacional, quando temperaturas subiram até os 50 graus centígrados. Em questão de horas, o fogo queimaria 30 mil hectares, depois que o vento mudou de direção.

Os incêndios continuam neste domingo, numa área de 2.000 quilômetros quadrados, ao norte de Melbourne. Algumas cidades ainda estão ameaçadas, segundo o site da australiana ABC.

O fogo passou por cidades rurais ao norte de Melbourne no sábado à noite, destruindo tudo no caminho, chegando a forçar uma família a mergulhar no tanque da fazenda para sobreviver. Outros foram para abrigos comunitários, enquanto bombeiros permaneceram entre eles e as chamas.

"Choveu fogo", afirmou um dos sobreviventes. "(O fogo) veio com a rapidez de uma bala", disse Darren Webb-Johnson, de uma pequena cidade rural, à Sky TV. "Oitenta por cento da cidade foi queimada."

A polícia declarou que o número de mortos pode aumentar, já que os policiais ainda fazem buscas nos escombros e 20 pessoas estão internadas com queimaduras graves. Milhares de bombeiros ainda lutam contra o fogo em Victoria e em Nova Gales do Sul, no domingo à noite.

O governo colocou o Exército de prontidão e lançou fundos de emergência. Legisladores do Partido Verde pressionam por mais medidas contra o aquecimento global, políticas que reduzam o risco desses desastres de verão.

"O inferno e a sua fúria visitaram a boa gente de Victoria", afirmou o premiê Kevin Rudd, em visita à região. "A nação está de luto com Victoria."

De acordo com os bombeiros, mais de 700 casas foram destruídas no estado de Victoria neste fim de semana.

Incêndios florestais são algo natural na Austrália nesta época do ano, mas neste verão a combinação de muito calor e seca fortalecem as chamas.

SOBREVIVENTES

Neste domingo, sobreviventes, enrolados em colchas, vagavam em volta dos escombros queimados. Alguns choravam, sem saber se amigos e familiares estavam bem.

Na cidade de Wandong, a 50 quilômetros de Melbourne, um sobrevivente contou que havia achado o corpo de um amigo no que restou de uma casa queimada.

"Mais 20 segundos, e nós tínhamos ido. Perdemos nossos cachorros. Houve um monte de pessoas mortas. Nossos vizinhos não escaparam", declarou um dos sobreviventes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.