Marga Zambrana Pequim, 28 abr (EFE).- Pelo menos 70 pessoas morreram e 420 ficaram feridas hoje no pior acidente ferroviário dos últimos 11 anos na China, que segundo fontes oficiais foi provocado por um erro humano.

O acidente ocorreu na noite de ontem quando um trem que seguia de Pequim para Qingdao descarrilou próximo à cidade de Zibo, informou a agência estatal "Xinhua".

Ao descarrilar o comboio se chocou contra um segundo trem, que cumpre a rota entre Yantai (Shandong) e Xuzhou (sul) e que também saiu dos trilhos. Cinqüenta e sete pessoas morreram na hora.

Segundo o Centro de Emergências de Shandong informou à Agência Efe, o enorme número de vítimas fez com que se recorresse a 35 hospitais.

Entre os feridos, 50 estão em estado crítico, segundo a última informação divulgada pela "Xinhua".

O acidente, causado por um erro humano, custou os cargos de Chen Gongo e de Chai Tiemin, respectivamente diretor e secretário do Partido do Escritório de Ferrovia de Jinan (capital de Shandong).

Segundo o centro de resgate, ambos foram submetidos a uma investigação.

O trem é o meio de transporte mais utilizado no país mais povoado do mundo, e o acidente aconteceu dias antes do feriado de Primeiro de Maio, quando são esperados 20 milhões de passageiros.

Testemunhas contaram que viram cenas como a de uma mulher de 38 anos que conseguiu escapar por uma rachadura no piso do vagão com sua filha de 13 anos.

"Estávamos dormindo ainda quando ocorreu o acidente. Acordei de repente, quando notei que o trem freou forte. Logo depois começou a arrancar de novo, mas em seguida tombou", explicou uma das vítimas.

Os feridos usaram colchões e lençóis dos vagões-dormitório para se protegerem do frio da madrugada.

"Senti como se o trem fosse uma montanha-russa. Quando tombou, várias pessoas caíram sobre mim", diz outra vítima, que ainda contou que viu "uma menina tentando tirar seu namorado do trem, mas ele já estava morto".

O acidente interrompeu o tráfego ferroviário entre Jinan e Qingdao, o segundo trajeto mais importante da região, o quinto da China em transporte de mercadorias.

Foi o segundo acidente ferroviário registrado em Shandong este ano. No outro, um trem atropelou um grupo de operários em janeiro, deixando 18 mortos e nove feridos.

Em 1997, um acidente de trem - considerado o mais grave dos últimos anos na China -, deixou 126 mortos e cerca de 200 feridos em uma colisão também atribuída a uma falha humana.

O Ministério de Ferrovias não quis confirmar à Efe o número de mortos por acidentes ferroviários em 2007, mas fontes afirmam que foram aproximadamente três mil vítimas. EFE mz/rr/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.