Tamanho do texto

Paris, 26 jul (EFE).- Um pintor francês de 68 anos, Jean-Louis Ronzier, se casou hoje a título póstumo com a companheira com a qual conviveu desde a década passada nos anos 80, que morreu aos 52 anos de idade em 2004.

Para isto foi necessária uma permissão especial do presidente da república, Nicolas Sarkozy, que segundo o Código Civil francês pode autorizar um casamento póstumo "por motivos graves caso um dos futuros esposos morra após cumprir as formalidades oficiais que demonstrem sem equívoco seu consentimento".

Ronzier e sua companheira, Martine Cazenave, não puderam se casar, pois ela adoeceu e morreu dois meses antes da data do casamento. EFE ik/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.