Nobel da música - Mundo - iG" /

Pink Floyd e soprano Renée Fleming ganham prêmio Polar, o Nobel da música

Copenhague, 21 mai (EFE).- O grupo de rock britânico Pink Floyd e a soprano americana Renée Fleming ganharam hoje, em Estocolmo, o prêmio Polar, considerado o Nobel da música.

EFE |

Em sua decisão, o júri destacou a importância da banda britânica na evolução da música popular, por uni-la à arte, em sua proposta experimental, e por seu sucesso em "capturar e formar reflexões e atitudes para toda uma geração".

"O Pink Floyd inspirou e marcou o caminho para o desenvolvimento do rock progressivo", disse o júri.

No caso de Fleming, o júri ressaltou "sua voz única, sua naturalidade ao cantar" e sua variedade de gravações, que atraem tanto os iniciados quanto o público em geral.

A soprano americana nasceu em 1959, em Indiana (Pensilvânia), e foi criada nos arredores de Nova York, em uma família de tradição musical.

Antes de completar 30 anos de idade estreou em uma montagem de "As bodas de Fígaro", de Mozart, que marcou o início de uma bem-sucedida carreira que a levou a cantar nos palcos mais seletos do mundo e a desenvolver uma ampla e variada discografia.

O Pink Floyd foi formado em Cambridge (Reino Unido), há 45 anos, liderado pelo cantor e guitarrista Syd Barrett, que acabou deixando o grupo em 1968, em virtude do abuso de drogas e de constantes crises mentais.

Barrett foi substituído por David Gilmour, que, com Roger Waters no baixo e voz, Nick Mason na bateria e Rick Wright nos teclados, integra a formação clássica do grupo.

Durante a década de 70, o Pink Floyd evoluiu do psicodelismo do começo da carreira para o rock progressivo, e deixou álbuns lendários como "Dark Side of The Moon" (1973), "Wish You Were Here" (1975) e "The Wall" (1979).

Os ganhadores receberão o prêmio de um milhão de coroas suecas (cerca de US$ 157 mil), de mãos do rei Carl Gustav em cerimônia que será realizada no Konserthus de Estocolmo, em 26 de agosto.

O prêmio Polar foi criado em 1989 por Stig Andersson, compositor, produtor e empresário do grupo Abba.

Desde que começou a ser entregue, em 1992, o Polar premiou compositores, músicos e intérpretes como o brasileiro Gilberto Gil (em 2005), Paul McCartney, Bob Dylan, Led Zeppelin, Elton John, Ray Charles, Stevie Wonder, Bruce Springsteen, Burt Bacharach, Dizzy Gillespie, B.B. King, Keith Jarrett, Pierre Boulez e Sonny Rollins.

A Real Academia da Música sueca anunciou há poucos dias sua retirada da organização do Polar devido às exigências do prêmio, e para concentrar seus esforços em outras atividades. EFE alc/ev/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG