Piñera viajará a Argentina e Brasil acompanhado por deputado comunista

Santiago do Chile, 6 abr (EFE).- O presidente chileno, Sebastián Piñera, dará início nesta quinta-feira a sua primeira viagem oficial ao exterior, que o levará à Argentina e ao Brasil, acompanhado pelo deputado e presidente do Partido Comunista chileno, Guillermo Teillier.

EFE |

Piñera se reunirá na quinta-feira, na Argentina, com a presidente Cristina Fernández de Kirchner, e depois seguirá para o Brasil, onde se encontrará com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Além disso, se reunirá com os pré-candidatos à Presidência, Dilma Rousseff e o ex-governador do estado de São Paulo José Serra.

"Fui convidado a ir à Argentina e ao Brasil por um chamado do ministro das Relações Exteriores (Alfredo Moreno) como deputado membro da Comissão de Relações Exteriores, não como presidente do Partido Comunista do Chile", afirmou Teillier hoje, em comunicado.

O deputado disse que decidiu aceitar o convite do Governo, porque as visitas pretendem estreitar os laços de amizade com Argentina e Brasil e também servirão para agradecer pela ajuda dos dois países após o terremoto que atingiu o Chile no final de fevereiro.

A comitiva que acompanhará Piñera também inclui os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados chilenos, assim como parlamentares tanto da governista Coalizão pela Mudança quanto da Concertación de Partidos por la Democracia, agora na oposição. EFE frf/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG