Piñera quer Exército nas ruas do Chile para garantir ordem

O presidente eleito do Chile, Sebastián Piñera, pediu neste domingo que o governo recorra às Forças Armadas para manter a ordem nas ruas do Chile, atingido por um forte terremoto neste sábado.

iG São Paulo |

  • Sobe para 708 número de mortos em terremoto no Chile

    • "Quando temos uma catástrofe desta magnitude, sem água ou luz, a população, com certa razão, fica angustiada e perde o sentido da ordem pública", disse Piñera, que assumirá o governo no próximo dia 11 de março.

      Diante desta situação, disse ele, "temos que recorrer a todos os recursos, e nossas Forças Armadas estão preparadas para contribuir em tempo de crise e de catástrofe".

      "Todos têm que ajudar. Os feridos precisam de atenção e muitos não estão sendo assistidos", afirmou. "A população precisa de tranquilidade mas a ordem pública, lamentavelmente, está se perdendo".

      O presidente eleito assinalou que sua equipe ministerial se reunirá ainda neste domingo para analisar as medidas que devem ser tomadas para a reconstrução do país.

      Saques

      Neste domingo, moradores de Concepción saquearam o supermercado Líder, da rede americana Wal-Mart. Grande parte levou alimentos e artigos de primeira necessidade, embora outros tenham aproveitado para roubar eletrodomésticos, televisores e equipamentos de som.

      Gás lacrimogêneo foi usado para dispersar os saqueadores. Após a confusão, a própria polícia autorizou a entrada de mulheres para que pegassem comida, leite, fraldas, papel higiênico e outros produtos básicos.

      A prefeita da cidade, Jacqueline van Rysselberghe, disse que o município ainda não recebeu a prometida e necessária ajuda de Santiago.


      Com AFP e BBC

      Leia também:

      Leia mais sobre terremoto

      Leia tudo sobre: chileterremoto

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG