Piñera antecipa retorno ao Chile pelo acidente em mina de cobre

Presidente chileno visitava Colômbia, onde acompanhou cerimônia de posse de Juan Manuel Santos

EFE |

Bogotá/Santiago, 7 ago (EFE).- Por causa do grave acidente numa mina de cobre no Chile, o presidente do país, Sebastián Piñera, antecipou seu retorno após visita a Colômbia, onde se encontra para prestigiar a posse de Juan Manuel Santos como presidente, confirmaram fontes oficiais.

Fontes da Chancelaria colombiana assinalaram à Agência Efe que Piñera partirá às 13h local (15h de Brasília) e, portanto, não chegará a ficar para a cerimônia de posse de Santos, prevista para duas horas depois. O motivo é que ele irá acompanhar os trabalhos de resgate dos 34 trabalhadores soterrados numa mina de cobre no norte do Chile, disseram as fontes.

Emissoras de rádio chilenas informaram que Piñera, que chegou ontem a Bogotá de Quito, viajará diretamente à cidade de Copiapó para supervisionar 'in loco' os trabalhos de resgate. O acidente na jazida San José, propriedade da mineradora San Esteban, ocorreu na tarde de quinta-feira passada.

Dezenas de socorristas trabalham às pressas para tirar com vida os trabalhadores, que têm oxigênio para mais algumas poucas horas. Segundo disseram à imprensa autoridades e representantes da empresa, seria possível acessar nas próximas horas o fundo da mina, a cerca de 300 metros de profundidade, onde se espera que os trabalhadores tenham ido.

Vários socorristas já chegaram até 280 metros de profundidade, após o qual dez deles tentarão entrar no refúgio subterrâneo. O ministro de Mineras, Laurence Golborne anunciou que "hoje os socorristas entrarão e não sairão até ter notícias" dos trabalhadores.

    Leia tudo sobre: piñeraacidenteminachile

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG