Pílula prejudica fertilidade e ambiente, diz jornal do Vaticano

VATICANO - O jornal do Vaticano, LOsservatore Romano, afirmou neste domingo em artigo que a pílula anticoncepcional feminina tem conseqüências devastadoras para o meio ambiente e é uma das causas da infertilidade masculina.

EFE |

No artigo do vespertino, o espanhol José María Simón Castellví, presidente da Federação Internacional de Associações Médicas Católicas (Fiamc), diz que os anticoncepcionais orais podem ter efeitos abortivos e são devastadores para o meio ambiente, já que através da urina se liberam toneladas de hormônios.

Além disso, a liberação desses hormônios é, segundo Castellví, "uma das principais causas da infertilidade masculina no Ocidente".

Por outra parte, Castellvi acrescentou que tem "dados suficientes" para afirmar que a "poluição ambiental" provocada pela liberação de hormônios através da urina das mulheres que usam a pílula, "é um dos motivos pelos quais o homem no Ocidente produz cada vez menos espermatozóides".

Leia mais sobre Vaticano

    Leia tudo sobre: vaticano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG