Autoridades americanas acreditam que o piloto do avião que atingiu um edifício em Austin (Texas) nesta quinta-feira cometeu suicidío ao provocar a colisão intencionalmente. O piloto, identificado como Joseph Andrew Stack, 53 anos, deixou uma mensagem na internet contra a Receita Federal, que tem um escritório no prédio atingido.

AP
Bombeiros controlam fogo em edifício de Austin

Bombeiros controlam fogo em edifício de Austin

De acordo com a CNN, a mensagem de Stack diz: "Se você está lendo isso, com certeza está se perguntando: 'por que isso teve de acontecer?'. A verdade é que é complicado e vem acontecendo há muito tempo". Na íntegra do texto, publicado nesta quinta-feira, ele faz críticas ao governo e à Receita e diz que "a violência é a única resposta".

A Federal Aviation Administration, órgão que regula o setor de aviação nos EUA, afirmou que a aeronave decolou de um aeroporto em Georgetown, no Texas, sem anunciar um plano de voo. Segundo a CNN, Stack, que era proprietário do avião, teria incendiado sua casa antes de provocar a colisão.

Porta-vozes do governo disseram não haver indícios de que o ocorrido tenha ligação com terrorismo. Por precaução, o Comando Americano de Defesa Aeroespacial (NORAD, na sigla em inglês) ordenou que dois caças F-16 da base aérea de Allington Field, em Houston, patrulhem o espaço aéreo da região.

Os bombeiros afirmaram que duas pessoas foram levadas ao hospital e uma está desaparecida. A única vítima fatal confirmada é o piloto.

Acredita-se que todos os demais funcionários tenham conseguido sair do local em segurança. O edifício, onde funcionam escritórios, está localizado em uma das principais rodovias da cidade.

Com AP


Leia também:


Leia mais sobre acidente aéreo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.