Piloto quase cochila em pleno voo após tomar remédio para dormir

Jerusalém, 4 mar (EFE).- Um piloto da companhia israelense El Al tomou por engano um comprimido de dormir enquanto estava em pleno voo e, como ficou sonolento, foi obrigado a deixar a cabine de comando da aeronave, segundo uma investigação da companhia aérea revelada pelo jornal Haaretz.

EFE |

O incidente aconteceu há duas semanas, em um Boeing 737 que voava de Kiev, na Ucrânia, para Tel Aviv, em Israel. No voo havia 100 passageiros a bordo.

Segundo informações, o piloto confundiu o comprimido contra pressão alta que está acostumado a tomar com outro para dormir. Após ingerir o medicamento, ele começou ficar lento e desorientado.

Quando o comandante estava prestes a dormir, uma aeromoça veio em seu socorro e o tirou da cabine para que se recuperasse.

A El Al garantiu ao "Ha'aretz" que "os passageiros não ficaram em perigo em nenhum momento" e que o copiloto atuou "conforme o estabelecido, ao permitir que o piloto se recuperasse fora da cabine de comando". EFE ap/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG