ato de fé na democracia - Mundo - iG" /

Piedad Córdoba pede que dia de hoje se torne ato de fé na democracia

Bogotá, 20 jul (EFE).- A congressista colombiana Piedad Córdoba, ex-mediadora perante a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), pediu a seus compatriotas para tornarem o dia de hoje um ato de fé na democracia.

EFE |

A senadora disse que é necessário reinventar a democracia na Colômbia para retirar o país "dos caminhos hoje semeados de sangue, dor, injustiça e miséria".

Em declaração por ocasião das mobilizações contra o seqüestro convocadas no país, Córdoba considerou que, sem a ação conjunta dos setores progressistas e democráticos e da comunidade internacional, essa oportunidade pode ser perdida.

"Não há muito tempo", acrescentou Córdoba, que exerceu ao lado do presidente venezuelano, Hugo Chávez, um papel de facilitação perante as Farc, ambos autorizados pelo chefe de Estado colombiano, Álvaro Uribe.

A tarefa conjunta permitiu a libertação unilateral pelas Farc, entre janeiro e fevereiro, de seis das 46 pessoas mantidas seqüestradas com fins de troca por 500 rebeldes presos.

Diante do esgotamento do tempo, "é necessário lançar uma aposta política vigorosa e audaz nos próximos dias que permita encontrar uma saída ao pavoroso conflito que hoje nos levou a tomar as ruas da Colômbia", afirmou a congressista.

Na mesma mensagem, Córdoba afirmou que é preciso que "os espíritos democráticos e progressistas de todos os setores expressem sinceramente o desejo de liberdade para quem tristemente padece no desumano cativeiro".

Depois de lembrar que já foi vítima de seqüestro, por mãos de paramilitares, Córdoba ratificou que continuará na tarefa humanitária da qual se encarregou até "o fim da guerra". EFE jgh/wr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG