traição à pátria e conspiração - Mundo - iG" /

Piedad Córdoba é processada por traição à pátria e conspiração

Bogotá, 9 abr (EFE) - A senadora colombiana Piedad Córdoba, que intermediou junto ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, para a libertação de seqüestrados das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), foi processada por outro congressista por traição à pátria e conspiração, informou hoje a imprensa local. O processo, segundo contra a senadora, será instaurado perante a Suprema Corte de Justiça por Augusto Posada, presidente da Comissão Segunda da Câmara de Representantes, segundo a edição eletrônica do jornal El Espectador. Este legislador considerou que a senadora, pertencente ao Partido Liberal, violou a Constituição Nacional e comprometeu a segurança do Estado. Posada afirmou que todas as provas que existem, algumas de conhecimento público e outras nem tanto, sobre as ações da senadora Piedad Córdoba não podem ser negadas por ela. A parlamentar respondeu que está pronta para comparecer perante os juízes. Que me processe e eu me defendo perante os tribunais, e de repente podemos redefinir o conceito de pátria e o que ele entende e eu entendo por isso, expressou a congressista. Piedad Córdoba e Chávez receberam em agosto do ano passado a incumbência do presidente colombiano, Álvaro Uribe, de tramitar a libertação de reféns das Farc. No entanto, em novembro Uribe cancelou a mediação ao ser informado de que Córdoba tinha ligado para militares colombianos e os tinha colocado em contato com Chávez. As gestões fizeram com q...

EFE |

EFE gta/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG