Piada de Berlusconi sobre mulheres bonitas irrita italianos

Uma piada do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, sobre as dificuldades para evitar o estupro de tantas belas mulheres italianas irritou a opinião pública do país, preocupada com a recente onda de crimes sexuais na península.

AFP |

"Até em um Estado militarizado ou policial isso pode acontecer. Deveríamos mobilizar tantos soldados quantas belas mulheres italianas. Não conseguiríamos nunca", declarou no domingo à noite ao comentar os recentes casos de estupros em Roma e seus arredores. A declaração de Berlusconi provocou polêmica, sobretudo entre a oposição de esquerda, que a considerou machista e ofensiva.

"São palavras que denotam falta de sensibilidade e de responsabilidade, que ofendem as mulheres", declarou o líder do Partido Democrático (PD), Walter Veltroni.

Para o número dois do PD, Dario Franceschini, Berlusconi se refere às mulheres com uma "vulgaridade inaceitável".

Para Luca Volonté, da moderada União de Centro Democrático (UDC), "Berlusconi pensa que todos os homens italianos são incontinentes e irresponsáveis ou talvez seja uma autodenúncia ante a incapacidade de governar e garantir segurança".

Berlusconi é mestre em provocar escândalos, inclusive de caráter internacional, com suas frases inoportunas, brincadeiras e piadas de mau gosto.

Recentemente provocou o choque mundial ao definir o novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, como "jovem, bonito e bronzeado", usando um termo preconceituoso para descrever os negros na Itália: "bronzeado".

Berlusconi alega que desta vez fez uma homenagem à beleza das mulheres italianas, com "senso de humor".

Muitas piadas do premiê italiano são dirigidas às mulheres, como na ocasião em que recomendou que casassem com milionários para resolver os problemas de trabalho precário.

bur-kv/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG