Phil Gramm, um dos principais assessores de McCain, abandona campanha

O ex-senador americano Phil Gramm, um dos principais assessores de John McCain, anunciou nesta sexta-feira que abandonou o cargo de diretor da equipe de campanha do candidato republicano à Casa Branca, após chamar os Estados Unidos de país de chorões.

AFP |

"Sei que os democratas querem me atacar e não debater com o senador McCain sobre os temas econômicos importantes que o país enfrenta", disse Gramm em um comunicado.

"Este tipo de distração não prejudica apenas a possibilidade do senador McCain de apresentar programas concretos para lidar com os problemas do país, mas também afeta o país", afirmou o ex-senador do Texas e um dos principais assessores econômicos do candidato republicano.

Gramm provocou polêmica no início do mês, quando afirmou em entrevista ao The Washington Times que apesar das "constantes lamentações", os Estados Unidos ainda têm uma economia forte, a despeito dos temores de recessão.

"Isto é uma recessão mental. Nos tornamos um país de chorões".

McCain se defendeu alegando que "Phil Gramm não fala por mim". "Não concordo com ele", disse o candidato republicano, brincando que se for eleito, mandará o ex-senador do Texas para a embaixada da Bielo-Rússia.

ksh/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG