Phil Goff assume liderança do Partido Trabalhista da Nova Zelândia

Sydney (Austrália), 11 nov (EFE).- A primeira-ministra da Nova Zelândia, Helen Clark, que perdeu as eleições do último dia 8, deixará a liderança do Partido Trabalhista para seu companheiro Phil Goff, anunciou hoje o partido que governou o país durante os últimos 12 anos.

EFE |

Goff, que ocupou as pastas de Assuntos Exteriores e Comércio com os diferentes Governos de Helen Clark, afirmou que se propõe a dirigir uma oposição "forte e eficaz", e destacou as qualidades de unidade, disciplina e motivação como as chaves do trabalhismo nos passados três mandatos.

Já a Vice-Presidência do partido ficou com Annette King, enquanto David Cunliffe será o porta-voz.

Helen Clark, que expressou seu apoio "incondicional" a Goff, passará a desempenhar as funções de porta-voz do partido para a política externa.

Os resultados oficiais preliminares das eleições do último sábado (os definitivos serão anunciados em 22 de novembro) dão a vitória ao Partido Nacional (direita, 59 cadeiras), seguido pelo Trabalhista (esquerda, 43), Verdes (ecologistas, 8), ACT (extrema-direita, 5), Partido Maori (5), Coalizão Progressista (esquerda, 1) e Unidade de Futuro (centro, 1). EFE mg/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG