Phelps vence 3ª e iguala recorde de ouros olímpicos

O nadador americano Michael Phelps permaneceu imbatível na Olimpíada de Pequim ao conquistar nesta terça-feira (horário local, noite de segunda no Brasil)sua terceira medalha de ouro na China e estabelecer um novo recorde mundial nos 200m livre (1:42.96).

BBC Brasil |

Com a vitória, Phelps chega ao total de nove medalhas de ouro olímpicas na carreira (ele já havia conquistado seis em Atenas-2004) e se iguala a outros quatro atletas que alcançaram a marca histórica de ser nove vezes campeão olímpico.

Além de Phelps, apenas os também americanos Mark Spitz (natação) e Carl Lewis (atletismo), o finlandês Paavo Nurmi (atletismo), e a ucraniana Larisa Latynina (que competia na ginástica artística pela ex-União Soviética) conseguiram ganhar nove medalhas de ouro nas Olimpíadas.

O americano ainda terá a chance de se isolar como maior vencedor na história dos Jogos Olímpicos. Phelps ainda vai disputar mais cinco provas em Pequim e é favorito em todas.

O nadador também pode alcançar - ou até ultrapassar - outra marca histórica: a de maior número de medalhas de ouro em uma mesma Olimpíada. O recordista é Mark Spitz, que foi campeão olímpico sete vezes em Munique-1972.

Coleção de vitórias
Em Pequim, Phelps já havia vencido a prova dos 400m medley e, com a ajuda da equipe americana, o revezamento 4x100 livre. Nas duas ocasiões, a vitória também representou a quebra do recorde mundial da prova.

Em Atenas, o fenômeno da natação americana já havia disputado oito provas: venceu seis e chegou em terceiro em outras duas.

Agora, na China, Phelps já conquistou a medalha de ouro nas duas provas em que só tinha o bronze: o revezamento 4x100m livre e os 200m livre.

"Eu queria tentar sair livre na frente e, como eu estava na raia de fora, era meio difícil para os outros me ver", disse o americano, ao comentar a sua mais recente vitória.

Poucos minutos depois de vencer a prova, Phelps voltou à piscina do Centro Aquático Nacional de Pequim (o Cubo D'Água) para disputar a semifinal dos 200m borboleta.

O americano confirmou o favoritismo e se classificou para a final com o melhor tempo: 1:53.70. Um dos adversários de Phelps na prova foi o brasileiro Kaio Márcio.

O paraibano de 23 anos de idade terminou a semifinal na terceira posição e também garantiu uma vaga na decisão de medalhas com o sexto melhor tempo: 1:55.21.

Antes da semifinal, na fase de classificação, Kaio Márcio chegou a quebrar o recorde sul-americano ao terminar a prova com o tempo de 1:54.65.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG