LAGOS (Reuters) - A Nigéria está perto de fechar um acordo amigável de 75 milhões de dólares com a Pfizer Inc em um processo de 1996 sobre medicamentos que teriam matado 11 crianças e deixado dezenas inválidas, disseram nesta quarta-feira fontes próximas às negociações. O governo da Nigéria e o estado de Kano, ao norte, processaram a maior farmacêutica do mundo em maio de 2007, exigindo indenização de 8,5 bilhões de dólares por danos causados pela realização de testes do antibiótico Trovan em Kano durante uma epidemia de meningite que matou 12.000 crianças.

Duas fontes próximas às negociações disseram que a Pfizer deveria responder em dias a uma proposta em que pagaria 10 milhões de dólares ao governo da Nigéria pelos custos do processo, 30 milhões de dólares para o estado de Kano e 35 milhões de dólares às vítimas e familiares.

A Pfizer disse em fevereiro que continuava a fazer "esforços sérios" para chegar a uma solução amigável com os governos federal e estadual, mas não fez maiores comentários nesta quarta-feira.

(Reportagem de Nick Tattersall e Mike Oboh)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.