SOFIA (Reuters) - Os preços do petróleo em torno de 50 dólares o barril não são altos o suficiente para garantir a exploração e produção da commodity mas os preços deve subir a 70-80 dólares dentro de 12 a 18 meses, disse no sábado o ministro da Energia russo, Sergei Shmatko. Estamos interessados em um preço justo... os preços atuais do petróleo não garantem recursos suficientes para a continuidade da produção e extração de petróleo ou para a implementação de novas tecnologias, ele disse, quando perguntado pela Reuters que preços o segundo maior produtor mundial precisa para produzir.

"Isso pode trazer um déficit significativo na produção nos próximos anos", ele disse a repórteres em uma conferência sobre energia na Bulgária.

Shmatko afirmou que o petróleo, que despencou com a crise econômica global, deve se recuperar.

"Entre 70 e 80 dólares o barril é o preço que devemos esperar no futuro previsível, em cerca de um ano ou um ano e meio", disse. "Temos boas razões para crer que tal nível de preço seja alcançado."

A produção russa de petróleo ficou em 9,8 milhões de barris por dia no mês passado, 0,5 por cento acima dos 9,76 milhões de março de 2008.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.