Petróleo Brent sobe US$ 3,43, e fecha a US$ 117,99, após bater novo recorde

Londres, 5 mai (EFE).- O petróleo Brent, referencial na Europa, subiu US$ 3,43 no mercado de futuros de Londres, e fechou pouco abaixo dos US$ 118, impulsionado pelos temores de uma escassez de provisão.

EFE |

O barril do Brent para entrega em junho fechou a US$ 117,99 no International Exchange Futures (ICE), US$ 3,43 a mais do que no encerramento do pregão de sexta-feira, quando acabou em US$ 114,56.

Durante o pregão, o Brent marcou um novo recorde, ao atingir a cotação de US$ 118,58, às 14h18 (de Brasília).

A alta do Brent coincidiu com o aumento do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) nos Estados Unidos, que superou pela primeira vez a casa dos US$ 120 em Nova York.

O encarecimento do petróleo se deve a uma crescente preocupação dos mercados com uma possível escassez da provisão, sobretudo da Nigéria, onde houve novos ataques a instalações que afetaram a produção de Shell.

Influenciam também a alta as tensões com o Irã por seu programa nuclear, depois que o Governo de Teerã rejeitou os incentivos econômicos oferecidos pelos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha para que suspenda seu polêmico programa atômico.

A tendência de alta do petróleo voltou a ganhar força na sexta-feira passada, quando subiu mais de US$ 4, impulsionado pelos ataques aéreos da Turquia contra o quartel-general do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no norte do Iraque, uma zona rica em petróleo.

O último recorde do Brent havia sido registrado em 25 de abril, quando chegou a US$ 117,56 no mercado londrino. EFE jm/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG