Petroleiro sul-coreano é atacado por piratas da Somália

SEUL (Reuters) - Um petroleiro sul-coreano foi capturado por piratas e a tripulação foi feita refém, disse o Ministro das Relações Exteriores da Coréia do Sul neste domingo. O navio The Samho Dream fazia a rota entre Iraque e Estados Unidos quando foi sequestrado na costa leste da África, com cinco sul-coreanos e 19 filipinos, disse o ministro em um comunicado.

Reuters |

Um grupo marítimo baseado em Nairóbi afirmou que o petroleiro foi atacado por piratas da Somália, e uma fonte chamada Mohamed disse que o navio estava agora indo para Haradheere, o porto em que está a base pirata onde os navios ficam durante as negociações de resgate.

O navio Samho Dream é de propriedade sul-coreana e registrado nas Ilhas Marshall.

Os piratas que atuam próximos à Somália aumentaram seus ataques nos últimos meses, fazendo 10 milhões de dólares em resgates de navios sequestrados no Golfo de Áden e no Oceano Índico, frequentemente fugindo de patrulhas de marinhas estrangeiras.

(Por Kim Yeon-hee e Jon Herskovitz)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG