Indicado para comandar soldados dos EUA e da Otan no país asiático, David Petraeus participa de audiência de confirmação

O general David Petraeus, nomeado chefe das operações dos Estados Unidos no Afeganistão, afirmou nesta terça-feira, no Senado americano, que o compromisso de Washington com o país é "duradouro" e que levará anos para que as tropas afegãs possam assumir o controle das tarefas de segurança.

General David Petraeus sorri durante audiência nesta terça-feira no Senado dos EUA
AP
General David Petraeus sorri durante audiência nesta terça-feira no Senado dos EUA

Petraeus, designado pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em substituição do general Stanley McChrystal, que deixou o cargo na semana passada depois de ter feito declarações polêmicas sobre o governo americano , foi nesta terça ao Comitê das Forças Armadas do Senado para sua audiência de confirmação no cargo, que será submetida a votação ainda nesta semana.

Petraeus afirmou em seu discurso, assim como fez na semana passada em outra audiência, que o plano para a retirada das tropas americanas no Afeganistão, em julho de 2011, não representará uma saída precipitada do país.

O general acrescentou que o compromisso dos EUA no Afeganistão é "duradouro", mas alertou que, apesar dos progressos em certas áreas, levará anos para que as forças afegãs possam assumir o controle total das tarefas de segurança em seu país.

Segundo ele, a data é apenas o início de uma "fase de transição na qual o governo afegão assumirá cada vez mais a responsabilidade sobre sua própria segurança".

Petraeus é respeitado tanto por democratas quanto por republicanos, principalmente por sua atuação como comandante das forças americanas no Iraque, e a expectativa é de que seja confirmado no cargo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.