Peter Robinson substituirá Paisley no comando do DUP na Irlanda do Norte

Dublin, 14 abr (EFE)- O ministro das Finanças da Irlanda do Norte, Peter Robinson, foi eleito hoje líder do Partido Democrático Unionista (DUP), substituindo o reverendo Ian Paisley, que abandonará o cargo a frente do partido e do Executivo de Belfast em maio.

EFE |

Robinson, de 59 anos, era o único candidato ao posto e é agora o favorito para suceder Paisley como principal ministro do Governo norte-irlandês, que tem poder compartilhado entre católicos e protestantes.

O grupo parlamentar do DUP, composto por 36 deputados, também elegeu Nigel Dodds, Ministro da Indústria e do Comércio, como "número dois" da formação unionista.

"Ambas as candidaturas foram aceitas por unanimidade e, em 17 de abril, a (direção) executiva do partido se reunirá para ratificar a decisão do grupo parlamentar", afirmou em comunicado o DUP.

Segundo a nota, "em respeito ao processo, os representantes do DUP não farão mais comentários até após a reunião da executiva".

Tanto Robinson como Dodds são vistos como políticos moderados e pragmáticos, o que tranqüiliza Londres e Dublin e assegura, em princípio, a estabilidade do Governo de poder compartilhado com o Sinn Féin, braço político do Exército Republicano Irlandês (IRA).

Segundo observadores, talvez só mudem as formas, mas não a base da relação do DUP com seus antigos inimigos nacionalistas católicos.

Ambos os dirigentes unionistas estão atentos ao incômodo demonstrado pelo setor mais tradicional do DUP diante da estreita relação dos últimos meses entre o reverendo e seu adjunto no Executivo de Belfast, o ex-comandante do IRA Martin McGuinness.

Também colaboraram para a saída de Paisley, de 81 anos, as duvidosas relações empresariais mantidas por seu filho, Ian, enquanto este ocupava um posto ministerial.

Robinson se encontrará hoje em Belfast com o vice-primeiro-ministro da República da Irlanda e Ministro das Finanças, Brian Cowen, que substituirá Bertie Ahern como chefe do Governo de Dublin também em maio. EFE ja/rr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG