Londres, 3 out (EFE).- Peter Mandelson confirmou hoje que, a pedido do primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, deixará seu cargo de comissário de Comércio da União Européia (UE) para voltar ao Governo britânico como parte de um reajuste ministerial.

"Estou desfrutando do meu trabalho na Europa, mas o primeiro-ministro me pediu que volte", declarou Mandelson em uma declaração feita ante o número 10 de Downing Street, residência oficial do chefe do Governo.

O político trabalhista retorna como ministro de Negócios e Empresa no lugar de John Hutton, que, segundo a imprensa local, passará a ser titular da Defesa e substitui neste posto Des Browne, que abandonará o Governo.

Em seu novo cargo, Mandelson tratará de "trabalhar para ajudar" o país a enfrentar a atual crise econômica, afirmou.

"Nossa economia, como qualquer outra, enfrenta um desafio muito duro como resultado da crise financeira internacional", declarou o comissário.

O comissário europeu já foi em duas oportunidades ministro - de Comércio e da Irlanda do Norte - no Gabinete do antecessor de Brown, Tony Blair, embora vários escândalos o tenham obrigado a renunciar.

EFE pa/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.