Redação Central, 25 jun (EFE).- O polêmico cantor britânico Pete Doherty, vocalista do Babyshambles, distribuiu através do YouTube uma série de vídeos caseiros nos quais aparece tomando banho em uma banheira antes de um show.

Acostumado a aparecer na mídia por causa de sua dependência às drogas e de suas entradas e saídas da prisão, o ex-namorado da modelo Kate Moss, agora, coloca ele mesmo uma parte de sua vida privada ao alcance dos curiosos.

"Come to the gig with Pete Doherty" ("Venha a um show com Pete Doherty") é o título comum desta série de novos vídeos nos quais o cantor mostra as horas que antecedem uma de suas apresentações.

Ele fala para a câmera da banheira sem fazer muito esforço para falar, enquanto seu representante avisa que vai se atrasar para o próprio show.

"Vou levar vocês comigo a um show. Estes pequenos posts são só de alguns minutos, mas farei isto durante a noite toda e espero ensiná-los como é isto na realidade", promete Doherty, para depois, e sob o atento olhar de seu gato persa, enrolar-se em uma toalha com a bandeira do Reino Unido.

Sobre os possíveis comentários que os vídeos podem originar, antecipa: "Para ser honesto", afirma, "não importa quão bom seja seu aspecto. Se lhe pegam cochilando, falarão que você ficou bebendo a noite toda, mesmo que não tenha bebido nada".

No entanto, embora cogitasse a possibilidade de um reality show no YouTube, após os três vídeos anteriores ao show -o que fez sozinho no Mass Club de Brixton, em Londres, no dia 17 de junho- Doherty não voltou a inserir novos posts na rede, na qual já havia, no entanto, partilhado algumas de suas diversões.

O mais famoso vídeo do cantor foi o que aparece junto com a também cantora Amy Winehouse, igualmente polêmica, falando, cantando e brincando com ratos recém-nascidos.

O vídeo recebeu, em um mês, mais de um milhão de visitas, enquanto esta nova série de três atraiu em uma semana cerca de 300 mil espectadores.

Pete Doherty, de 29 anos, havia liderado a banda The Libertines, e saiu em 6 de maio da prisão, após 29 dias recluso por violar os termos de sua liberdade condicional, ao reincidir em crimes de drogas.

O cantor tinha sido condenado em outubro de 2007 a quatro meses de prisão condicional por condução ilegal e posse de drogas, mas, então, a juíza a cargo do caso disse que ele não precisaria ser preso se não reincidisse em um prazo de dois anos.

Os termos da liberdade condicional obrigaram também o ex-namorado de Kate Moss a freqüentar um programa de desintoxicação de um ano e a comparecer, durante 18 meses, a ordens de controle judiciais. EFE msc/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.