Peta quer expor porcos no Congresso dos EUA para alertar para maus-tratos

Washington, 29 abr (EFE).- Defensores dos animais pediram hoje permissão para fazer uma exposição de porcos nas arquibancadas do Congresso dos Estados Unidos com o objetivo de protestar contra os maus-tratos.

EFE |

"Em um momento em que o mundo está preocupado com a gripe suína, estamos prontos para recriar a realidade da criação de porcos", afirmou o grupo Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (Peta, em inglês).

A organização disse que o pedido foi apresentado à Polícia do Congresso, e previu que se conseguir a permissão, tem a intenção de difundir o "cheiro" da mostra.

Além desses animais, haverá litros de urina, toneladas de estrume e um ventilador, anunciou a Peta.

O grupo acrescentou que o objetivo é dar aos legisladores e aos visitantes a possibilidade de olhar "à crueldade e às condições insalubres das fazendas de criação de porco".

Também haverá gravações dos grunhidos de animais "no momento em que são castrados, têm a causa e a orelha cortadas sem anestesia", disse a Peta em comunicado.

O grupo deseja que a exposição convença os presentes a seguir uma dieta vegetariana.

A Peta fez referência a dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças que, afirmou, indicam que entre 30% e 50% dos porcos que são vendidos nos Estados Unidos têm alguma variante da gripe suína.

Os organizadores da exposição não disseram quando projetam inaugurar a mostra e se as autoridades do Congresso responderam ao pedido. EFE ojl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG