Pesquisas indicam pequena vantagem à reeleição contínua de Chávez

CARACAS - Três pesquisas divulgadas nesta sexta-feira na Venezuela indicam uma pequena vantagem ao Sim à emenda constitucional promovida pelo presidente Hugo Chávez, que se for aprovada no referendo de 15 de fevereiro o habilitaria a se apresentar a uma nova reeleição em 2012.

EFE |

O estudo do instituto americano North American Opinion Research Inc. (Naorinc) afirma que o "Sim" conta com 54% de apoio, contra 38% dos contrários à emenda, assegurou a governista "Agência Bolivariana de Notícias" (ABN).

O instituto local Datanálisis e o Grupo de Investigación Social XXI, dirigido por Nelson Merentes, ex-ministro de Chávez, coincidem com o Naorinc em que o "Sim" está em vantagem. Segundo o Datanálisis, a proposta impulsionada por Chávez conta com o apoio de 51,5%, contra 48,1% de rejeição.

No entanto, a pesquisa tem uma margem de erro de 2,72% para mais ou para menos, e por isso não é possível projetar uma opção "favorita", disse à Agência Efe seu diretor, Luis Vicente León.

Já o Grupo de Investigación Social XXI situa o respaldo à proposta em 55,9%, contra 40% de rejeição. As pesquisas deste grupo e do Naorinc têm uma margem de erro de aproximadamente 2% para mais ou para menos.

As enquetes do Datanálisis e do Grupo de Investigación Social XXI foram realizadas em janeiro, enquanto a do Naorinc foi feita "nos primeiros dias de fevereiro".

Leia mais sobre: Venezuela

    Leia tudo sobre: venezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG