Pesquisas indicam maioria para Correa na Assembleia

Quito, 26 abr (EFE).- As primeiras pesquisas de boca-de-urna no Equador concedem uma maioria de 61 cadeiras - de um total de 124 - ao Movimento Aliança País, do presidente Rafael Correa.

EFE |

De acordo com a pesquisa divulgada pelo instituto SP Estudios e Investigaciones, o Partido Sociedade Patriótica, liderado pelo ex-militar e ex-presidente Lúcio Gutiérrez, que também teria obtido o segundo lugar no pleito presidencial, atrás de Correa, elegeria 23 deputados.

Os demais partidos não superariam o número de 10 representantes, com destaque para os 7 do partido Movimento Popular Democrático, que declarou seu apoio à candidatura de Correa, e os 6 do Partido Social Cristão, ao qual pertence o vencedor da Prefeitura de Guayaquil, Jaime Nebot.

A formação da Assembleia Nacional culmina o regime de transição que começou em setembro do ano passado com a aprovação da nova Constituição, e se transforma em um símbolo da nova realidade institucional do país.

Desde que o povo equatoriano aprovou em referendo a nova Carta Magna, o organismo legislador no Equador foi uma Comissão Legislativa e de Fiscalização que se encarregou de elaborar as leis transitórias para o novo marco constitucional.

Está previsto que 10 dias após a publicação dos resultados oficiais do pleito será formada a nova Assembleia Nacional, que fará as vezes de Parlamento. EFE ic/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG