Pesquisas apontam oposição como ampla favorita em pleito japonês

Tóquio, 21 ago (EFE).- Três pesquisas divulgadas hoje no Japão dão a maioria absoluta ao opositor Partido Democrático (PD), com mais de dois terços das 480 cadeiras na Câmara de Representantes (baixa), nas eleições gerais que acontecerão no próximo dia 30 no país.

EFE |

As pesquisas foram feitas pelos jornais "Nikkei", "Asahi" e "Yomiuri", com base em entrevistas com 100 mil potenciais eleitores em cada caso, e concluem que a oposição derrotará o Partido Liberal-Democrático (PLD), que governou o Japão durante meio século.

O diário "Yomiuri", com uma tiragem de dez milhões de exemplares e tendência conservadora, realizou uma enquete entre 110 mil potenciais eleitores entre os dias 18, começo da campanha eleitoral, e a última quinta-feira.

A pesquisa conclui que o PD tem força para conseguir 300 cadeiras, contra apenas 140 dos governistas do PLD.

Nas eleições de 2005, o Partido Liberal-Democrático, liderado então por Junichiro Koizumi, conseguiu 303 cadeiras, contra apenas 112 da oposição. Para uma maioria absoluta, são necessários 241 assentos.

O jornal "Asahi", de tendência progressista, indica que o PD ganhará quase 300 cadeiras, enquanto o PLD perderá a metade dos assentos que tinha antes de dissolver a Câmara.

Já o diário econômico "Nikkei", em uma enquete com 110 mil eleitores, diz que a oposição ganhará pelo menos a maioria absoluta (241 cadeiras), embora possa chegar a 300 assentos.

Apesar dos resultados das pesquisas, cerca de 20% dos eleitores confessaram que ainda não sabem em quem votarão nas eleições do próximo dia 30. EFE yk/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG