Por John Whitesides WASHINGTON (Reuters) - O democrata Barack Obama ampliou para 6 pontos sua vantagem sobre o republicano John McCain na disputa presidencial norte-americana, segundo pesquisa Reuters/C-SPAN/Zogby divulgada na segunda-feira.

Obama tem 50 por cento da preferência dos prováveis eleitores, contra 44 por cento de McCain. A vantagem subiu se comparado com os 3 pontos percentuais de frente registrados por Obama no domingo. A pesquisa, feita junto a 1.211 pessoas, tem margem de erro de 2,9 pontos percentuais.

A expansão da vantagem de Obama quebra uma sequência de três dias seguidos em que McCain ganhou terreno sobre o democrata após o último debate entre ambos antes da eleição presidencial de 4 de novembro. Foi a primeira vez desde o início das pesquisas diárias, há 14 dias, que Obama atingiu a marca de 50 por cento da preferência do eleitorado.

"Obama realmente consolidou sua base, e agora tem grandes vantagens entre os jovens, os hispânicos e negros", disse o especialista em pesquisas John Zogby.

"Entrar na casa dos 50 por cento o coloca em posição de vencer."

Obama também aumentou sua vantagem entre os independentes de 8 para 11 pontos e entre as mulheres de 6 para 8 pontos.

"McCain parece ter escorregado um pouco, mas ainda é uma disputa bastante apertada", disse Zogby.

A pesquisa, realizada entre sexta-feira e domingo, mostrou ainda o independente Ralph Nader e a candidata do Partido Verde, Cynthia McKinney, com 1 por cento das intenções de voto cada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.