Pesquisadores do País de Gales descobriram uma armadilha para pegar peixes no estuário do rio Teifi, em Poppit, que pode ter sido construída há mais de mil anos. A estrutura, em forma de V, tem 260 metros de comprimento e foi descoberta a partir de observações de fotos aéreas do Google Earth.

"Não há muita dúvida de que esta estrutura impressionante e que parece ter sido feita pelo homem era uma armadilha para peixes", disse Ziggy Otto, da unidade de pesquisa de ambiente marinho e zona costeira da Faculdade de Pembrokeshire.

Segundo o pesquisador, ela pode ter sido feita com pedras da área para pegar peixes que migram rio acima, como salmões e trutas. Os peixes eram conduzidos para dentro da armadilha e, quando a maré recuava, os pescadores os recolhiam com redes.

"A idade não é conhecida mas, como fica totalmente submersa em todos os tipos de maré, a armadilha para peixes é muito antiga. Possivelmente ela remonta mais de mil anos, quando o nível do mar era mais baixo e a entrada do estuário de Teifi ficava mais para o lado de Poppit."
Otto afirmou que vale a pena investigar a estrutura porque ela é parte do panorama histórico e cultural da área.

Louise Austin, do Dyfed Archaeological Trust, que pretende colaborar com a faculdade no estudo da estrutura, acredita que ela pode ter sido importante para a sobrevivência dos habitantes da região.

"Armadilhas eram uma forma muito usada para pegar peixes no passado, o que deu uma contribuição significativa para a economia de várias comunidades do estuário e da costa", afirmou.

Os pesquisadores devem realizar mergulhos na área para estudar a estrutura, hoje coberta de algas e anêmonas.

"Esta armadilha para pegar peixes passou de uma estrutura totalmente feita pelo homem para um recife que funciona naturalmente, o que acrescenta uma diversidade biológica não apenas à área mas também para a Área Especial de Conservação da Baía de Cardigan", disse Jennifer Jones, mergulhadora especializada em pesquisas científicas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.