Pesquisa revela ligeira vantagem para Obama na presidencial americana

O candidato democrata à Casa Branca Barack Obama registrou uma vantagem de quatro pontos em relação a seu adversário republicano John McCain, indicou uma pesquisa divulgada neste domingo pelo Washington Post-ABC News, às vésperas da Convenção do Partido democrata em Denver (oeste).

AFP |

Segundo esta pesquisa, realizada antes de o senador de Illinois anunciar Joseph Biden para vice da chapa, 49% dos eleitores têm intenção de votar para Obama e 45% para McCain. Mas esta vantagem correspondente a quase à margem de erro da pesquisa, de mais de 3%, ainda é muito pequena.

O candidato democrata continua inspirando mais confiança que seu rival sobre questões econômicas: dois terços dos eleitores vêm nele um candidato mais otimista.

Mas para os dois terços das pessoas entrevistadas, McCain, senador do Arizona, possui um melhor conhecimento da política estrangeira.

A pesquisa confirmou também que a prioridade dos eleitores não é mais, como na votação parlamentar de meio mandato de 2006, a guerra no Iraque, mas sim a economia e o emprego, dois temas citados por 40% dos entrevistados como seu principal assunto de preocupação.

Além disso, 52% das pessoas consideraram que os EUA estão fazendo avanços significativos no Iraque, o que favorecia o candidato republicano.

Mas os propósitos de Obama segundo os quais a eleição de McCain para a presidência seria praticamente um "terceiro mandato" de George W. Bush, parecem ter sido confirmados: aproximadamente 60% das pessoas interrogadas pensam que se fosse eleito, o candidato republicano dará continuidade às políticas de seu predecessor.

Várias pesquisas de opinião mostraram recentemente uma forte queda das intenções de votos para o candidato democrata: uma pesquisa Zogby publicada quarta-feira mostrou até cinco pontos de vantagem para o senador do Arizona.

O índice de popularidade de George W. Bush está estável em 30%, segundo esta pesquisa.

A pesquisa do Washington Post-ABC News foi realizada de 19 a 22 de agosto com 1.108 pessoas.

mk/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG