Pesquisa mostra candidato da direita como favorito à Presidência do Chile

Santiago do Chile, 30 out (EFE).- O candidato à Presidência do Chile, Sebastián Piñera, principal acionista da companhia aérea Lan e de outras empresas, aumentou sua vantagem após as eleições municipais de domingo no país, segundo uma pesquisa do jornal La Tercera divulgada hoje.

EFE |

A sondagem, realizada nos dias 27 e 28 de outubro, revela que Piñera, candidato da oposição direitista, venceria amplamente em um eventual segundo turno com o ex-presidente chileno Ricardo Lagos, com 54% das preferências frente a 32%.

Na enquete anterior, o empresário, já designado candidato à Presidência por seu partido, Renovação Nacional, tinha 51% contra os 37% do ex-líder socialista, que frisou que não concorrerá nas eleições de 2009.

Em um eventual enfrentamento em segundo turno com o ex-secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, Piñera amplia sua vantagem de 53% a 34% para 56% a 28%.

O único que diminuiu a distância é o também ex-presidente chileno Eduardo Frei, com 31% das intenções de voto contra 54% de Piñera, enquanto na pesquisa anterior tinha 30% frente a 55% do candidato do Renovação Nacional.

Na pergunta aberta sobre em quem o entrevistado votaria se a eleição fosse no próximo domingo, 38% mencionaram Piñera. Outros 8% citaram Lagos, enquanto Insulza foi lembrado por 5% e Frei, por 3%.

Por sua vez, Piñera consegue 55% dos votos na pergunta "Quem você acha que será o próximo presidente do Chile?", contra 8% de Lagos, 5% de Insulza e 2% de Frei.

A pesquisa ouviu 600 pessoas por telefone e tem margem de erro de 4 pontos percentuais. EFE ns/wr/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG