Pesquisa faz ratos desenvolverem dentes substitutos

Pesquisadores no Japão conseguiram fazer com que ratos desenvolvessem dentes, segundo artigo da revista científica americana Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). Os cientistas implantaram um tecido na mandíbula do rato que continham células especiais que fizeram com que novos dentes crescessem na boca do animal.

BBC Brasil |

Segundo os autores da pesquisa, o trabalho pode levar no futuro à criação de órgãos especiais para transplantes. O estudo foi liderado por Etsuko Ikeda da Tokyo University of Science, no Japão.

Os cientistas descobriram que fibras nervosas conseguiram crescer junto aos novos dentes e responderem a estímulos de dor.

Os pesquisadores também usaram uma proteína fluorescente para monitorar os genes que se desenvolveram nos dentes. Eles descobriram que os genes que se manifestam em dentes normais também se tornaram ativos nos dentes substitutos.

"O objetivo final das terapias regenerativas é desenvolver órgãos totalmente funcionais com bioengenharia que funcionam em cooperação com os tecidos ao seu redor para substituir órgãos que foram perdidos ou danificados, como consequência de doenças, lesão ou envelhecimento", afirma o artigo publicado na PNAS, intitulado "Dentes criados por bioengenharia substitutos totalmente funcionais como órgãos de terapia de substituição".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG