Pesquisa: dois terços dos americanos são contra fechamento de Guantánamo

Dois em cada três americanos são contra o fechamento da prisão de Guantánamo, em Cuba, e uma proporção ainda maior não quer que alguns prisioneiros sejam transferidos para os Estados Unidos, revelou nesta terça-feira uma pesquisa.

AFP |

A sondagem, realizada pelo instituto Gallup e publicada nesta terça-feira pelo jornal USA Today, indica que 65% dos entrevistados se opõem contra a ideia de fechar a prisão - que o governo americano mantém em Cuba há quase um século -, enquanto 75% não aceitam a transferência de alguns de seus detentos para prisões localizadas em território americano.

Apenas 32% dos participantes respondeu o contrário.

Após determinar o fechamento de Guantánamo até janeiro de 2010, o presidente americano, Barack Obama, passou a defender a transferência de seus ocupantes para prisões de segurança máxima nos Estados Unidos.

A pesquisa ilustra as dificuldades enfrentadas por Obama para convencer seus compatriotas sobre a necessidade de fechar Guantánamo, onde ainda estão 240 prisioneiros da "guerra contra o terror" empreendida por George W. Bush.

Entre os entrevistados, 40% aceditam que a existência de Guantánamo tornou o país mais seguro, contra 18% que acham o contrário.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 e 30 de maio com 1.015 pessoas, com margem de erro de 3 pontos percentuais.

mlm/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG