Pesquisa aponta Serra com vantagem maior sobre Dilma

Rio de Janeiro, 8 set (EFE).- O governador do estado de São Paulo, José Serra (PSDB), que lidera todas as pesquisas para as eleições presidenciais, aumentou sua vantagem sobre a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), segundo uma enquete divulgada hoje.

EFE |

De acordo com a pesquisa realizada pelo Instituto Sensus na semana passada, se as eleições fossem hoje, Serra, líder do PSDB, teria 39,5% dos votos, o dobro em relação a Dilma (19%).

Em uma pesquisa similar realizada pelo mesmo instituto em maio passado, Serra tinha 40,4% das intenções de voto, enquanto Dilma, 23,5%.

Apesar de Dilma ainda não ter confirmado sua candidatura para as eleições presidenciais de outubro de 2010, seu nome é abertamente defendido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pelo PT.

A terceira mais votada, com 9,7% segundo a enquete do Sensus, seria a ex-senadora Heloísa Helena, do PSOL.

A outra grande novidade na nova pesquisa, além do aumento do favoritismo de Serra, foi a aparição da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva no quarto lugar, com 4,8% das intenções.

Segundo o diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, a queda de Dilma pode ser fruto das acusações feitas pela ex-secretária da Receita Federal, Lina Vieira, que a ministra negou sem muita convicção.

De acordo com Lina Vieira, Dilma pediu que se favorecesse em uma investigação fiscal o filho do atual presidente do Senado, José Sarney, um importante aliado de Lula.

Segundo o Sensus, dos eleitores que disseram estarem inteirados das acusações, 35,9% afirmaram crer na versão de Vieira e apenas 23,6% assinalaram confiar na inocência da ministra.

O Instituto Sensus entrevistou dois mil eleitores em 136 municípios e sua pesquisa tem uma margem de erro de três pontos percentuais. EFE cm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG