Pelos menos 200 mil barcos de pesca japoneses permaneceram atracados e milhares de pescadores protestaram em Tóquio nesta terça-feira contra o aumento dos preços dos combustíveis, informou a imprensa local.

Na capital japonesa, cerca de 3.600 pescadores, segundo os organizadores, participaram de uma passeata aos gritos de "parem de aumentar os preços dos combustíveis, ou os pescadores e os peixes desaparecerão do Japão".

Segundo a Federação Nacional de Associações de Cooperativas de Pescadores, ao menos 200 mil barcos pesqueiros, quase a totalidade da frota japonesa, não saíram para pescar nesta terça-feira.

O preço do petróleo duplicou no último ano e quintuplicou desde 2003, o que tem reflexo direto nos combustíveis dos barcos de pesca japoneses.

As associações de pescadores querem a concessão de subsídios aos combustíveis utilizados por barcos pesqueiros, o que o governo japonês rejeita.

kh/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.