Os perus com gripe suína em duas granjas de Valparaíso, na costa central chilena, foram infectados por humanos e não há uma mutação do vírus, explicou a subscretária da Saúde, Jeanette Vega.

"O que acontece neste caso é que nós, os seres humanos, infectamos os perus. Os vírus identificados no perus são humanos; não há mutação", explicou Vega, acrescentando que as aves foram colocadas em quarentena, assim como as pessoas que tiveram contato com elas.

Ela, no entanto, descartou o risco de comer carne de peru e pegar a gripe.

O Serviço Agropecuário (SAG) informou na noite de quinta-feira ter detectado o contágio de gripe suína em duas granjas de perus do porto de Valparaíso e que a ocorrência foi comunicada à Organização Mundial da Saúde Animal (OIE).

pa/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.