Peru está preparado para defesa em todos os campos, diz García

LIMA (Reuters) - O Peru está preparado para se defender em todos os campos depois de ter investido cerca de 660 milhões de dólares na modernização e armamento de suas Forças Armadas, disse o presidente Alan García nesta terça-feira, ressaltando, no entanto, o caráter pacífico do seu país. No tradicional discurso ao Congresso por ocasião do Dia da Independência, García afirmou que quem quiser agredir nossa pátria terá uma terrível surpresa.

Reuters |

O presidente não citou outros países, mas recentemente o Peru manifestou preocupação com a compra de armas pelo Chile, vizinho com o qual tem uma disputa limítrofe que tramita na Corte Internacional de Justiça, em Haia.

Santiago diz que precisa "atualizar" sua capacidade defensiva.

García, que iniciou na terça-feira seus últimos dois anos de governo, disse que o Peru praticamente concluiu um investimento de 2 bilhões de sóis (660 milhões de dólares) para que o país adquira uma "moderna capacidade dissuasiva".

O programa inclui modernização e armamento de aviões, reposição de torpedos e mísseis da Marinha e melhorias na frota de helicópteros Mi-17 e nos sistemas antitanques do Exército, segundo García.

"O Peru, com país pacífico, contará depois de muitos anos de abandono com uma moderna capacidade dissuasiva", afirmou.

Sobre a disputa marítima com o Chile, García disse que "confia plenamente na sentença" do tribunal de Haia.

O Chile afirma que a reivindicação peruana sobre um trecho de ricos recursos biológicos ignora tratados de 1952 e 54, que na opinião do Peru são apenas convênios assinados para controlar as atividades pesqueiras.

Ambos os países tiveram altos e baixos em suas relações desde uma guerra, no século 19, em que o Peru perdeu parte do seu território para o Chile.

(Por Teresa Céspedes e Patricia Vélez)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG