Peru e Equador apóiam democracia e reprovam violência na Bolívia

Os presidentes de Peru, Alan García, e Equador, Rafael Correa, manifestaram apoio à democracia na Bolívia, reprovando ao mesmo tempo os atos de violência e qualquer tentativa separatista neste país, em uma declaração pública nesta sexta-feira no Palácio de Governo de Lima.

AFP |

"Obviamente, o presidente Evo Morales e seu governo tem o irrestrito apoio do Equador e, como conversamos com o presidente García, do Peru, o irrestrito apoio à democracia e à unidade da Bolívia", disse Correa que está em Lima para uma curta visita de trabalho.

"De Lima, com a vinda do presidente García, um imenso abraço ao presidente Evo Morales e os maiores desejos para que a crise seja superada o mais rapidamente possível", acrescentou,

García concordou com seu colega equatoriano "expressando nossa vontade de respeito ao regime democrático, respeito ao que o povo boliviano apoio, e nossa reprovação, naturalmente, à violência e a qualquer esforço separatista que rompa a integridade das nações".

rm/rpl/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG