Peru decreta luto nacional um ano após devastador terremoto

O presidente peruano, Alan García, decretou, nesta terça-feira, que o próximo dia 15 de agosto será luto nacional, quando se completará o primeiro aniversário do terremoto de 7,9 graus na escala Richter que deixou 595 mortos, 300 desaparecidos e 300.000 desabrigados na região costeira de Ica (sul).

AFP |

"Dia 15 é uma data de que é preciso lembrar. Determinamos fazer do dia 15 luto nacional em memória e em homenagem às centenas de pessoas que perderam a vida nesse terrível terremoto", disse García, após inspecionar obras de reconstrução na cidade de Pisco.

Nesse mesmo dia, organizações civis e desabrigados farão marchas de protesto para exigir do governo maior atenção e rapidez nas obras de reconstrução.

As manifestações vão tomar as cidades de Pisco - epicentro do sismo e a mais afetada -, Ica e Chincha, situadas no departamento de Ica, 300 km ao sul de Lima.

Em Pisco, as conseqüências foram devastadoras. Basta dizer que 90% das casas, colégios, hospitais e dependências públicas, construídos em tijolo, foram destruídos.

Em sua visita a essa cidade, o presidente destacou que se investiu até o momento 1,123 bilhão de novos soles (387 milhões de dólares) na reconstrução da zona acidentada.

rm/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG