Lima, 17 mai (EFE).- Um americano de 37 anos que mora na cidade de Arequipa é o segundo caso confirmado de gripe suína no Peru, informou hoje o Ministério da Saúde peruano.

Embora os primeiros exames realizados com o americano tenham dado resultado negativo, outras realizadas ontem e cujo resultado foi conhecido hoje mostraram definitivamente que estava com o vírus A (H1N1), segundo o comunicado oficial.

O homem, que chegou a Lima na terça-feira passada procedente dos Estados Unidos e que imediatamente viajou à cidade de Arequipa, onde mora, não mostrou sintomas da gripe suína até alguns dias após sua viagem.

Segundo a informação, o cidadão americano estava isolado em sua própria casa, onde respondia favoravelmente à medicação.

Este era o último caso suspeito que estava por confirmar, depois que, neste sábado, comprovou-se que os outros dois peruanos e a espanhola que permaneciam isolados não tinham a gripe suína.

O ministro da Saúde peruano, Oscar Ugarte, informou na quinta-feira que o primeiro caso de gripe suína era uma peruana de 27 anos, que chegou a Lima no sábado passado em um voo da companhia LAN procedente de Nova York e que, após ser submetida aos exames, deu positivo para o vírus.

A mulher, que está em casa, chegou a Lima "sem sintomas", mas, no dia seguinte, apresentou febre e mal-estar, por isso entrou em contato com as autoridades, explicou Ugarte. EFE fcg/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.